publicado por vincent | Terça-feira, 20 Julho , 2010, 14:22

todos dias, o cacarejar do galo sobressaltava padre Osvaldo de seu sono e sonhos já distantes, levantava-se lesto, lavava a cara, vestia a sotaina engelhada e de cabelo desgrenhado e ainda ensonado, dirigia-se às portas de seu templo, igreja matriz lá do sitio, chegado lá, ainda o sol ia baixo e imperava o lusco fusco matinal, com as mãos esticadas, escancarava as portas à multidão. Todos os dias a multidão apresentava-se solitária e com nome de tentação, numa terra de pecadores e onde muitos haviam perdido a sua fé, era a única que ainda procurava redenção, todos os dias o padre esticava-lhe a mão e  levava-a à sacristia, onde esta o mimava, preparava-lhe o pequeno almoço, penteava-o e passava-lhe a sotaina que previamente lhe tirava. Por entre as tarefas, lá lhe ia confessando seus pecados, todos os dias o padre Osvaldo lhe perdoava, mas todos os dias lhe dava penitência, que ela cumpria com afinco e fé inabalável... todos dias ela pecava e todos dias lá voltava. Um dia não voltou, havia conhecido o padeiro, Juvenal, homem bom, mas de pouca fé, que a fez perder a sua e ao padre Osvaldo sua beata, acendeu outro cigarro.


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Comentários Recentes
foi um tempo que passou. Agora distraio-me aquihtt...
também e literalmente falando, comecei a namorar p...
Vincent... não devias ter deixado de 'postar'... :...
Aww! "500 Days of Summer", adoro, adoro e adoro es...
somos 2 ;)
RSS