publicado por vincent | Terça-feira, 13 Julho , 2010, 11:55

 

A única coisa que me deixou satisfeito neste mundial foi a vitória da equipa que joga bonito à equipa de ataque. É que de uma assentada mandou logo, duas das maiores balelas perpetuadas sobre bola, para o galheiro. O jogo bonito da Espanha está bem escalpelizado no link do post abaixo e quanto ao futebol de ataque da Holanda, ninguém o viu, apesar de alguns comentadores teimarem em jurar a pés juntos que o viram, das duas uma, ao não viram nenhum jogo da Holanda ou assistiram ao mundial ao som de um relato tipo a Renascença, quando joga o Benfica. É que para mim a Holanda foi mesmo do pior que se viu neste Mundial, porque à Holanda exige-se mais do que ser mais uma equipa de contra-ataque (que eram a maioria), pois carrega às costas uma carga mitológica, a da famosa Laranja Mecânica. Mas do famoso bailado holandês pouco ou nada se viu em terras sul africanas e acabaram por defraudar as expectativas a quem nela havia-as colocado. Na seleção laranja há muito que virou do domínio metafisico os míticos mecanismos que Rinnus Mitchel inventou e implementou, o tal futebol total e que maravilhou o mundo nas décadas de 70 e 80 e depois também já não tem os pretos do Ajax do final do milénio, que serviram para prolongar o mito, neste Mundial, bom mesmo, foram os resultados que teve, e foram eles que acabaram por disfarçar uma selecção medíocre, nomeadamente aquela taluda que tiveram contra o Brasil. Da Holanda de ataque já só resta o Red Light District. E naquela mediocridade toda apenas três jogadores se diferenciaram, o Sneider, a comprovar que um jogador mediano, treinado por um grande treinador, Mou, pode fazer uma época de sonho. O Robben, que foi o que menos mereceu perder a final, levou a equipa às costas até ali e mesmo na final foi o único que se distinguiu com classe do street fighter holandes. E o Van Bommel, como cromo modelo do actual futebol de ataque holandês, onde o ataque se faz mais aos adversários e menos à baliza, e tem em BoulahrouzNigel de Jong os copains de route, e nos árbitros os melhores aliados.

 

 

* dito por Van Bommel no mundial


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Comentários Recentes
foi um tempo que passou. Agora distraio-me aquihtt...
também e literalmente falando, comecei a namorar p...
Vincent... não devias ter deixado de 'postar'... :...
Aww! "500 Days of Summer", adoro, adoro e adoro es...
somos 2 ;)
RSS